Labirinto em Fes / Maze in Fes

 FOR ENGLISH CLICK HERE

Sexta-feira foi dia de nos aventurarmos em mais uma viagem, dessa vez nosso destino foi Fes, que de acordo com o wikipedia é a terceira maior cidade do Marrocos com uma população de aproximadamente 1 milhão de pessoas!

Casablanca TramFoi dia de andar pela primeira vez no VLT de Casablanca, cujo investimento foi feito através do CRI (meu cliente!!!)… pelo preço de 7 Dirhams (aprox R$2,30) é possível ir do suburbio até o centro de Casablanca… são 31kms de extensão e eles planejam aumentar o trajeto! Foi implementado em 2012, pela metade do valor Orçado e até hoje eles não tiveram um caso de depredação… a população tem realmente orgulho dessa melhoria! Fica a dica pros governantes Brasileiros e para a população também!!

Usamos o VLT para chegar na estação de trem… e isso quer dizer que foi dia de andar pela primeira vez de trem!!! Curti!!

Depois de aprox 4 horas de muito falatorio no trem chegamos em Fes… hora de descansar? Nada! Hora de conhecer os bares da região… que por uma questão religiosa são raros no Marrocos. Não nos desapontamos!! ;o)

No dia seguinte fomos com um guia conhecer a Medina, que é uma das maiores do mundo, muita gente, muitas ruelas, muitas lojas… um labirinto!!! Foi uma tarefa difícil ficar de olho em todo mundo para garantir que ninguém se separasse, mas de acordo com a Jette, serei uma boa mãe já que mantinha o olho em todos e sabia aonde cada um estava =)

FesConhecemos aonde fazem o curtimento do couro, devo dizer que o cheiro não era dos melhores, mas ainda assim interessante!

20150314_123222

Hortelã para não sentir o cheiro do couro

Curtume

Depois de muito andar, foi hora de parar no Cafe Clock e reabastecer as energias… umas das opções do menu? Camelo! Dessa vez deixei passar e optei por uma comida mais “normal”.

Hamburguer de camelo

Hamburguer de camelo

Todos fazem graça comigo por causa do wifi, mas quando vemos a palavra mágica “WIFI” numa placa isso acontece:

WIFI group

Muitas compras depois (não minhas =P) foi hora de explorar mais um pouco da noite de Fes… diversão garantida!!

No dia seguinte foi dia de geocaching… algo que a Jette nos apresentou… é um tipo de caça ao tesouro, muito divertido!!! Nos “aventuramos” nas ruelas da medina seguindo as dicas do GPS, até que um menino nos ajudou a encontrar o local que queriamos… batemos na porta e fomos recebidos com um: “Geocaching?!” + biscoitos + chá de hortelã !! ❤

Geocachers

Geocachers

Hora de voltar a Casablanca, 4 horas de trem e alguns minutos a espera do VLT, depois de passar o final de semana falando “Não me percam!!!”, o que acontece? Muitas pessoas, muitas malas para entrar no VLT, quem fica de fora sozinha?! Eu!!! O.o Depois de um leve momento de panico já que não sabia em qual estação sair, meu telefone marroquino estava sem sinal, meu telefone brasileiro sem sinal… sabe Lei de Murphy?! Mas depois de respirar fundo, lembrar do meu mantra que no final tudo sempre dá certo, comecei a olhar o mapa do VLT para tentar descobrir qual estação usar, meu telefone brasileiro voltou a funcionar e consegui falar com o Fabian que me avisou que a Dani e a Jette estavam me esperando na próxima estação (ninguém fica para trás) e me confirmou que a parada que eu achava que deveria saltar era a certa!! Entrei no VLT, encontrei Jette e Dani na estação seguinte, fomos recebidas pelo Fabian e Edwin… =)

Lições do dia?! Usar a porta maior do VLT, jamais entrar em pânico, acreditar mais em mim, lembrar que os planos podem não ser como planejamos e mas cabe a nós nos adaptar rapidamente as mudanças e agradecer pela “familia” #morocco6!

 Mais uma para contar para os meus netos!

Você pode ver mais fotos aqui ou aqui

#ibmcsc #morocco6


ENGLISH

Friday was time for another adventure, this time our destination was Fes, according to wikipedia is the 3rd largets city in Morocco with a population of aprox. 1M!

Casablanca TramWas also day to use Casablanca Tramway for the first time, which investment was done through CRI (my client!)… With 7 Dirhams (aprox USD 0,7) it’s possible to go from the suburbs until the center… currently it is 31kms long and they plan to expand! It was delivered in 2012, for half of the planned cost and until now they didn’t have any case of depredation… people are very proud of this enhancement!!! A good example to Brazilian Government and for the population as well!!

We used the tram to get to the train station… and this also means first time going on a train trip!!!! I liked it!!

After aprox 4 hours of talking inside the train we arrived in Fes… time to relax?? Nop!! Time to know some interesting bars in the region… due to religious matters bars are not commom in Morroco. We were not disappointed! ;o)

The next day we went with a guide to visit the Medina, one of the biggest in the world, lots of people, lots of little streets, lots of stores… a maze!! It was a hard task to guarantee no one was separated and lost from the group, but according to Jette I will be a good mom, as I always kept an eye in everyone and knew where each one of us were =)

Fes

We went to a leather tannery, I must say that the smell was not one of the best, but yet interesting!

20150314_123222

Mint to reduce the bad smell of tannery

Curtume

After a long walk, was time to stop for lunch in Cafe Clock… on the menu, Camel Burguer! This time I passed and chose a “normal” meal.

Hamburguer de camelo

Camel burguer

Everyone makes fun of me because of the wifi, but when we see the magic word “WIFI” in a sign, this is what happens:

 WIFI groupAfter spending a lot on souvenirs (not me =P) time to explore Fes nightlife again… 100% fun guaranteed!!

The next day was time to go geocaching… something Jette introduced to us… a type of treasure hunt, so much fun!!! We went on adventure on the Medina Maze following GPS clues, we got some help from a boy who led us to the place we wanted… we knocked on the door and were welcomed with: “Geocaching?!” + cookies + mint tea !! ❤

Geocachers

Geocachers

Time to go back to Casablanca, 4 hours in the train and some minutes waiting for the tream, after spending the whole weekend saying “don’t lose me!!!”, what happens? Many people, many bags to get in the tram, and who can’t get in the tram and stays alone? Me!!! O.o After a small panic moment considering the facts that I didn’t know in which stop I should get off the tram, my morrocan phone was out of signal, my Brazilian as well… you know Murphy Law?! But after taking a deep breath, remember my mantra that in the end everything is going to be alright, I started to look the tram map and try to find in which stop to get off, my brazilian phone started to work again and I was able to text Fabian that let me know that Dani and Jette were waiting for me in the next stop (no man left behind) and also confirmed that the stop I thought I should use was the correct one!! I got in the tram, met Jette and Dani in the next stop, and we were welcomed by Fabian e Edwin… =)

Lessons of the day?! Use the larger tram door, never panic, believe more in myself, remember that it’s up to adapt when plans don’t go the way we planned and be thankfull for my #morocco6 “family“…

One more experience to tell my grandchildren…

You can check more pics here or here

No rumo certo / On the right track

FOR ENGLISH CLICK HERE

Depois de uma primeira semana intensa, tivemos uma segunda semana…. mais intensa ainda! rsrs

Fabian and I in front of CRI's office

Fabian & eu em frente ao escritório do CRI

O melhor de tudo é que fechamos a semana com sensação de dever cumprido com mais um deliverable entregue! Estamos no caminho certo!

Mas para chegar a esse ponto contamos com a ajuda de :

  • Muitos post-its,
Post Its

Post Its

  • Entrevistas com algumas pessoas da organização e como eles não falavam inglês contamos com o nosso tradutor oficial Fabian,
  • Alguns experts da IBM (se você vai fazer um assignment pelo CSC não se esqueça que você pode não ter a expertise, mas tem uma empresa inteira para te ajudar!!!!),
  • Análise SWOT (ou FOFA – Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) (se você vai fazer um assignment pelo CSC e não é um consultor minha dica é revisar bastante os tópicos do treinamento sobre consultoria)
  • Nossos consultores do time #morocco6 Dani e Julio (também conhecido como Jordan) que trabalham para o setor público dos Estados Unidos
  • e claro muito brainstorming !!

Com toda essa informação montamos algumas opções de organograma, fomos para a reunião com o nosso cliente, finalmente chegamos a um consenso e assim fechamos o deliverable da segunda semana!

Quinta feira é o dia do nosso check point com a Boutaina, a representante da Pyxera Global (parceira IBM) aqui no Marrocos, nele falamos sobre o nosso projeto e ouvimos os outros membros do time… assim podemos acompanhar o que os outros estão fazendo, absorver idéias e contribuir também… Depois da reunião fomos a um restaurante marroquino que tinha apresentaçao de dança do ventre!! Nosso grupo, como sempre, era o mais animado!!

Picture stolen from Jette's blog

Picture stolen from Jette’s blog

Hora de partir para os próximos passos… rumo a 3ª semana!! O tempo passou tão rápido!

#ibmcsc #morocco6


ENGLISH

After an intense first week, we had a week… even more intense!!! rsrs

Fabian and I in front of CRI's office

Fabian and I in front of CRI’s office

The best is that we have closed the week with the feeling that we have delivered what was expected from us! We’re on the right track!!

But to get there we were helped by :

  • Many post-its,

Post Its

  •  Interviews with some team members of the organization and as they didn’t speak english, we counted on our official translator Fabian
  • Some IBM experts (if you’re going on a CSC assignment don’t forget that you might not have the expertise, but you have an entire company to support you!!!!)
  • SWOT Analysis  – Strenghts, Weaknesses, Opportunities and Threats (if you’re going on a CSC assignment and is not a consultant my advice is to review more than once the consulting topics of the training)
  • Our #morocco6 consultants Dani and Julio (also known as Jordan) that work in US public sector
  • and of course a lot of brainstorming !!

With all this information we built some options, went to client meeting, finally got in agreement and closed the second week deliverable!!

On Thursdays we have our check point with Boutaina, Pyxera Global (IBM Partner) representative here in Morocco, in which we talk about our projects… this way we can follow what other teams are working on, absorb new ideas and contribute as well… After the meeting we head to a morrocan restaurant that had Belly Dancing!!! As usual, our group was the most excited!!

Picture stolen from Jette's blog

Picture stolen from Jette’s blog

Time to go to next steps… heading to 3rd week!! Time passed so fast!

Blue weekend / Final de semana azul

FOR ENGLISH CLICK HERE

Como mencionei no post anterior, na sexta feira passada foi dia de relembrar os tempos de escola e fazer uma viagem de microônibus com os amigos =) O destino? Chefchaouen, conhecida como a cidade azul pois todas as construções são pintadas com diferentes variações de azul… A viagem demoraria por volta de 4/5 horas, mas precisamos fazer outro percurso e acabamos levando 7 horas e meia! Apesar da demora, foi uma viagem bem divertida… e tudo ficou melhor quando o motorista nos deu o microfone! ❤ Na cantoria tivemos o Masa (Japão) nos surpreendendo ao saber mais o hino nacional da frança do que o próprio Fabian (França), a Dani (EUA) que mostrou ter uma voz de anjo ao cantar o hino nacional dos Estados Unidos, o hino nacional e uma outra cançao indiana cantados de maneira tocante por Kavya e Edwin e eu cantando Hino Nacional Brasileiro, não sei porque mas me disseram que fui bem brasileira ao cantá-lo (talvez porque cantei como se estivesse em um estádio kkkk)! =P Depois disso, Jordan (USA) foi o DJ e cantamos sucessos dos anos 90/2000.

Ao chegar em Chefchaouen fomos recebidos pelo dono do Hotel Dar Terrae (eu recomendo!!), tomamos o hotel todo para nós!!

O dia seguinte começou cedo sendo acordada por um Galo e pelo chamado para a oração… algumas horas depois todos estavam acordados, tomamos um café reforçado e partimos p/ conhecer a cidade… muito azul, muitas fotos e muita, muita caminhada!!! Finalmente consegui me virar sozinha e ser entendida, afinal o norte do marrocos a lingua mais falada depois do árabe é o espanhol! Si señorita!!

Chefchouen

Nesse dia encontramos um grupo na praça dançando e cantando… Os marroquinos são um povo bem alegre!! E eu que não consigo ouvir um batuque e ficar parada comecei a sentir a música ;o) Junto com a Jane (Irlanda/Bulgaria) e a Kavya (India).

No Domingo foi dia de acordar cedo, dessa vez sem o Galo, e partir de volta a Casablanca mas com uma parada em Arkchour para fazer uma trilha em busca da “ponte de Deus”… foi difícil, beeeem dificil, mas eu consegui! \o/ E a Jane aproveitou para fazer um Vlog em que dançamos alguns passos de Bollywood ensinados pela Kavya. Vocês podem checar abaixo ;o)

Link para o vídeo

Chefchouen1

Para terminar meu post quero dizer duas coisas:

  • A palavra mais importante que você pode aprender em francês é mot de passe que significa senha… com essa palavra mágica, combinada com outra WiFi o seu dia fica mais bonito!!! ;o)
  • Com base no meu comentário anterior, gostaria de adicionar que meu novo apelido é WiFi Queen (Rainha do wifi) porque apartentemente o meu celular sempre consegue se conectar ao wifi antes de qualquer outro do time =P

Beijos da Wifi Queen e até meu próximo post sobre a segunda semana de assignment…

 #ibmcsc morocco6


ENGLISH

As I mentioned in last post, last Friday was time to remember School times and do a road trip on a bus with my friends =) Destination? Chefchaouen, known as the blue city as all buildings are painted in different kinds of blue…. The trip should last 4/5 hours, but it took 7 and a half hours!!! Despite the long bus ride, it was a fun trip and all became better when the driver gave us a microphone! ❤ During the singing we had Masa (Japan) surprising us by knowing France National Anthem better than Fabian (who happens to be French =P), Dani (US) delighted us with her angel voice when singing US National Anthem, a very touching interpretation of India’s National Anthem and another song done by Kavya and Edwin and also myself singing Brazil’s National Anthem. I don’t know why, but I was told that I was veeery Brazilian singing it (maybe because I sang as I was in a Stadium! kkkk) =P After that we had Jordan (USA) as our DJ and we sang 90/2000’s hits!

When we arrived in Chefchaouen we were received by Dar Terrae hotel owner (I recommend it!!), the full hotel was ours!!

The next day I was woken up by a rooster and also for the prayer’s calling… some hours later we were all awake, we took a full breakfast and went to discover the city… blue everywhere, lots of pictures and a looooot of walking!! Finally I was able to communicate all by myself and be understood, as in north of Morocco the second spoken language, after arabe, is Spanish!! Si señorita!!

ChefchouenOn this same day we saw a group dancing and singing in the middle of the square… Morrocans are a happy people! And as I can’t hear drums and stay still, I started to feel the music ;o) Together with Jane (Ireland/Bulgaria) and Kavya (India).

On Sunday was time to wake up early again, this time with no rooster, and go back to Casablanca. But first we did a stop in Arkchour to hike ans seek for the God’s Bridge… It was far beyond anything I’ve ever done, but I did it!! \o/ And Jane took the moment to do a Vlog in which we did some Bollywood moves taught by Kavya. You can check us in the video below ;o)

Link to video

Chefchouen1

To finish my post I want to do 2 comments:

  • The most important word you can learn in french is mot de passe that means Password… with this word combined with another one – WIFI – your day becomes prettier!!! ;o)
  • Based on my last comment, I would like to say that my new nickname is WiFi Queen as my phone magically seems to connect better and faster than anyone else’s phone

Kisses from Wifi Queen and see you in my next post about our second week in Morocco…

Our first week / Nossa primeira semana

FOR ENGLISH CLICK HERE

Estou atrasada com meus posts, mas se você não tem a pratica de escrever, depois de um dia longo o que menos sente vontade é parar e pensar no que escrever… Maaas como este blog também faz parte da minha missão vou dedicar um tempinho pra contar como foi a nossa primeira semana… Apesar de não ter postado no blog divulguei algumas fotos em meu instagram e no meu facebook, vocês podem checar através de #morocco6.

A primeira semana foi intensa! Eu aprendi muito sobre a cidade de Casablanca, sobre o meu cliente (CRI) e sobre outros 11 IBMistas de todos os lugares do mundo. A sensação foi a de receber anos de informação em apenas alguns dias.

Na segunda feira, dia 02 de Março, tivemos a reunião inicial no Client Center no prédio da IBM aqui em Casablanca. Cada cliente fez uma apresentação sobre sua organização e nós tivemos a oportunidade de nos apresentar também. O CRI foi representado pelo Zakaria, Gerente de IT.

Jette (IBM Sweden), me, Zakaria (CRI) & Fabian (IBM Switzerland)

Jette (IBM Sweden), me, Zakaria (CRI) & Fabian (IBM Switzerland)

Nesse mesmo dia, na parte da tarde, fomos ao prédio do CRI que fica a 5 minutos a pé do nosso hotel! Lá conhecemos o Sr. Chater Abdallah, o diretor do centro de investimento, uma pessoa inspiradora, com idéias de setor privado (fora do padrão do que conheço por funcionalismo público normal). Ele nos apresentou por alto como a organização funcionava, mas o melhor viria no dia seguinte: o plano de desenvolvimento estratégico da região da Grande Casablanca 2015-2020 criado pelo Wali (um tipo de prefeito). Ver uma cidade num país em desenvolvimento criar um plano agressivo de desenvolvimento foi impressionante, impossível não fazer uma comparação com o Rio de Janeiro e torcer que um dia nossos políticos tenham a mesma mentalidade.

Nossa missão? Reorganizar o CRI para que eles possam suportar esse crescimento. Parece fácil montar um novo organograma né (lembro de falar exatamente isso aos meus amigos do Brasil)?! Só parece… a semana foi uma montanha russa, quando achávamos que estavamos entendendo, descobrimos que na verdade não entendemos nada! Hahaha Mas felizmente eu, Fabian e Jette trabalhamos muito bem como time apesar das nossa culturas e experiencias diferentes! Muito brainstorming, risadas, conversas sobre a vida. No final da semana fizemos uma apresentação para o Sr. Chater sobre o que entendemos do que ele havia nos explicado e quais seriam os próximos steps, em resumo, revisamos o escopo de trabalho e ele foi aceito… primeiro deliverable feito !!

Mudando de assunto e falando um pouco sobre a experiência que é viver com outras 11 pessoas de culturas totalmente diferentes da sua… quase um Big Brother, só que sem as câmeras… hahahaha Descobri que as pessoas são muito mais divertidas pessoalmente do que pareciam ao telefone!! E até o momento não temos nenhum problema de relacionamento… o único problema é não assustar os outros quando vamos a algum restaurante, já que risada e voz alta faz parte do nosso dia a dia! =P

Depois de uma intensa semana, sexta feira a tarde foi dia de deixar Casablanca e ir rumo à cidade azul – Chefchaouen… papo para o meu próximo post!

#ibmcsc morocco


ENGLISH

I’m late with my posts, but when you’re not used to write often, after a long day the last thing you want is to spend time with thinking about what to write… Buuuut as this blog is also in my mission I will dedicate sometime to tell you how was our first week… Although I haven’t posted anything in the blog I uploaded some pics in my Instagram and my facebook, so you can check using #morocco6

Our first week was intense! I learned a lot about Casablanca, my client and 11 other IBMers from all over the world. The feeling was that I have received years of information in a couple of days.

On Monday, March 02, we had our kick-off meeting in IBM Client Center in IBM’s building in Casablanca. Each client presented their organizations and we also had the opportunitty to talk about ourselves. CRI was represented by Zakaria, IT manager.

Jette (IBM Sweden), me, Zakaria (CRI) & Fabian (IBM Switzerland)

Jette (IBM Sweden), me, Zakaria (CRI) & Fabian (IBM Switzerland)

On the same day, in the afternoon, we went to CRI’s building that is in 5 minute walking distance from our hotel. There we met Mr. Chater Abdallah, CRI’s director, an inspiring person, with private sector midnset (very different from what I know as normal public service). He gave us a high level explanation about how the organization worked, but the best would come the next day: Grand Casablanca 2015-2020 strategic development plan created by the Wali (similar to the mayor). To see a city in a growth region build an aggressive development plan is amazing, impossible not to compare with Rio de Janeiro and hope that one day our politicians have the same mindset.

Our mission? Reorganize CRI so that they can support this growth. Building a new organogram looks easy, right (I remember telling my friends in Brazil exactly this)? I wish it was… our week was a rollercoaster, when we thought we understood we realized that we didn’t understand at all!! Hahaha But lucky me that me, Fabian and Jette work very well together despite our cultural and experience differences!! We brainstormed, laughed, talked about life. At the end of the week we did a presentation to Mr Chater about what we understood from his explanation and what would be our next steps, in summary, we reviewed the scope of work and it was accepted… first deliverable done !!

Changing the subject and talking a little about the experience of living with othe 11 people with cultures totally different from mine… almost a Big Brother, but without the cameras!! Hhaahaha I found out that they were much more fun in person that on the phone… the only problem is how not to scare people when we go to a restaurant because we are loud and laugh a lot!! =P

After an intense week, on Friday afternoon was time to leave Casablanca and go to the Blue Town of Chefchaouen… subject of my next post!

Already in love with Morocco / Apaixonada pelo Marrocos

FOR ENGLISH CLICK HERE

E aqui estou eu escrevendo diretamente de Casablanca…

Quando sai do Rio no dia 27 de Fevereiro eu estava com medo do que estava por vir, seria a primeira vez depois de quase 10 anos que eu viajaria totalmente sozinha para passar um tempo considerável fora de casa. Já sentia saudades da minha familia, estava com medo do avião, resumindo, eu estava tomada pelo medo.

Mas no momento em que sai do avião em Casablanca eu fui tomada por um sentimento completamente diferente, quase impossível de descrever. Era uma felicidade que transbordava!! Um dos motivos de eu ter escolhido África e Oriente Médio como minha primeira opção foi o meu interesse pela cultura árabe – os costumes, as vestimentas, a comida – e ao descer do avião eu me senti realizada em poder ver toda essa cultura viva diante dos meus olhos. Sem criticas, sem preconceito… somente curiosidade e respeito! Obrigada IBM por dar essa oportunidade!!

Durante o dia de hoje fizemos um tour pela cidade e como a Jette disse em seu blog, foi muito bom poder, depois de várias reuniões e uma imagem criada de cada um, conhecer pessoalmente, conversar, almoçar, rir e descubrir Casablanca juntos.

Esta segunda (amanhã) será um dia especial, dia de conhecer pessoalmente nosso cliente!! Agora o jogo começa de verdade! Dedos cruzados… ;o) Acho que preciso dormir, já é quase “amanhã” aqui.

My Received Files2

#ibmcsc #morocco6


ENGLISH

And here I am writting directly from Casablanca…

When I left Rio on February 27th I was afraid of what was yet to come, it would be my first time after almost 10 years traveling totally by myself to spend a considerable time away from home. I was already missing my family, I was afraid of the flight, in summary, I was completely taken by fear.

But at the moment I got off the plane in Casablanca I was taken by a feeling completely different that is impossible to describe. It was an overflowing happiness!! One of the reasons why I chose Africa and Middle East as my first CSC options was my interest in Arabic Culture, their traditions, clothing, food and as I got of the plane it felt like a dream come true to be able to see all these live culture right in front of my eyes. No criticism, no prejudgement… only curiosity and respect! Thanks IBM for giving me this opportunity!!

During today we did a walking city tour and as Jette said on her blog, It was really nice to actually, after many calls and having an image created of each one, meet , talk, eat, laugh and discover Casablanca together.

This Monday will be a very special day, we will meet our clients in person!! Now the real “game” begins!! Fingers crossed!! I think I should go to sleep, it’s almost “tomorrow” here!

My Received Files2

O que o CSC e Futebol têm em comum? / What does CSC and Soccer have in common?

Para entrar no clima do post basta clicar o play / To start getting the mood just click play 

FOR ENGLISH CLICK HERE

           Mais um passo rumo ao Marrocos foi dado, fomos divididos em 4 grupos de 3 pessoas e já sabemos em quais instituições vamos trabalhar. Mas como não vou conseguir expressar em palavras a importância desse momento, eu vou tentar usar como exemplo algo que todo Brasileiro gosta (apesar do 7×1) : FUTEBOL!! E com isso demonstrar que ir a Casablanca no Marrocos para mim é praticamente como ir para a copa do mundo! (minha sorte é que não há nenhum alemão no grupo hehehe)

           Quando somos selecionados para o programa Corporate Service Corps a sensação é a similar a quando a sua seleção conquista a vaga para a Copa do Mundo, ou seja, já sabemos aonde vamos jogar (no meu caso Casablanca, Marrocos) mas ainda não sabemos quem serão os convocados ou em que chave vamos jogar.

           Dia 03 de Fevereiro, menos de um mês para a viagem, era a data em que seria divulgado a divisão dos grupos e em quais instituições trabalhariamos, ou seja, seriamos finalmente convocados!!!! Como boa ansiosa que sou, já cheguei na IBM esperando o e-mail, como um jogador aguarda sua convocação! E lhes apresento em primeira mão a minha seleção:

 

dreamteamFabian fala francês fluentemente e por isso será o nosso salvador da pátria nas traduções!

A Jette mora na suécia mas é da dinamarca… já sei aonde passar minhas próximas férias! \o/ Países Nórdicos e Aurora Boreal aí vou eu!!! =P

E a nossa chave de grupo:

cri-casablanca-A

Centre Regional d’investissement Casablanca (CRI) – ou em português Centro Regional de Investimento de Casablanca – é uma instituição governamental que foi criada para facilitar a realização de investivemos e a criação de empresas na região de Casablanca.

Como ganhar a copa do mundo:

 Desenvolver um plano estratégico para melhorar a capacidade organizacional.

Nosso grande adversário:

O tempo!!! Serão 4 semanas para conhecer a organização e desenvolver o plano estratégico.

 

Dia 28 de Fevereiro Casablanca receberá várias seleções repletas de craques =) E a quem estiver torcendo por mim, prometo fazer melhor que a nossa seleção brasileira e trazer a taça pra casa!! ;o)

WORLD-CUP_1620749c


ENGLISH

        Another milestone towards Morocco, our team of 12 was divided in 4 groups of 3 people each and we already know in which institution we’ll work. I won’t be able to express in words how wonderful this moment is, so I’ll try to use as an example something every Brazilian likes (despite the 7×1): SOCCER!! And with this I’ll try to demonstrate that going to Casablanca in Morocco for me is almost like going to the World Cup! (lucky me there are no germans in our group hehe)

        When we are selected to Corporate Service Corps it feels like going through qualification matches and winning the chance to the world cup, we already know where we’ll play (in my case Casablanca, Morocco) but don’t know who will be called up or in which group we’ll stay.

        February 3rd, less than one month to the trip, was THE date when the groups’ division and the institutions would be released, meaning, we would finally be callep up!!! As an anxious person myself, I arrived in IBM waiting for the email, like a player waiting to be called up.

And now I show you, at first hand, my dream team:    

dreamteamFabian speaks french fluently and therefore will be our saviour in translations!

Jette lives in sweden but is from denmark… already know where I’m going in my next vacations! \o/ Nordic Countries & Nothern lights here I go!!! =P

And our Group Stage:

cri-casablanca-ACentre Regional d’investissement Casablanca (CRI) – is a Moroccan government institution that facilitates investment and business creation in the metropolitan region of Grand Casablanca.

How to win the world cup:

 Developing a strategic plan to enhance organizational capacity

Our biggest opponent:

The time!!! We’ll only have 4 weeks to understand the organization and develop the strategic plan.

        On February 28th Casablanca will receive many dream teams =) And for those cheering for me, I promisse to do better that Brazilian National Soccer team did and bring the World Cup home!! ;o)

WORLD-CUP_1620749c

P.S.: Thanks Wikipedia and Google Translator for helping me translate Soccer words from Portuguese to English!! ;o)

TOP OF PAGE

#ibmcsc morocco

Falando mais um pouco sobre CSC / Talking a little bit more about CSC

FOR ENGLISH CLICK HERE

As-Salamu Alaikum ou que a Paz esteja com você

             Depois do meu post anterior muitos amigos ficaram curiosos e me procuraram para saber mais sobre o que eu ia fazer no Marrocos. Por isso, agora vou falar um pouco mais sobre o que é o Corporate Service Corps e o que eu vou fazer lá.

             A IBM sempre incentivou internamente o voluntariado (contando inclusive com uma rede social na qual podemos divulgar projetos que fazemos parte, mas isso é assunto para um outro post) e com a criação do programa “IBM Corporate Service Corps” (CSC) em 2008 conseguiu unir o voluntariado ao desenvolvimento profissional de seus funcionários. Ele é inspirado no Corpo de Paz dos Estados Unidos, no qual a idéia não é fazer uma doação material, mas sim doação de tempo e conhecimento, sendo assim a IBM doa o tempo de seus funcionários e os IBMistas doam sua energia, idéias e conhecimento as instituições assistidas. Um projeto voluntário corporativo.

             O CSC é um programa muito concorrido e existem dois pré-requisitos:

  • Ter pelo menos 2 anos de empresa como funcionário regular ;
  • Ter performado bem em 2 dos últimos 3 anos.

             Além disso é necessário responder a um questionário indicando porque você gostaria de participar, quais suas metas de desenvolvimento, como isso ajudaria a IBM, citar exemplos de momentos que você já tenha aplicado as praticas da empresa, entre outras perguntas. Uma vez submetida, as inscrições do mundo todo são avaliadas uma a uma de forma imparcial, os revisores não recebem os nomes de quem as submeteu. Algumas são aceitas, outras ficam em lista de espera (que foi o meu caso) e muita gente boa fica de fora para tentar uma próxima vez.

             Não é possível escolher o país para qual será selecionado, mas no momento da inscrição a pessoa precisa colocar uma ordem de preferência. Uma vez que você seja aceito, eles procuram seguir esta lista de prioridade, o que nem sempre é possível. No meu caso, coloquei África e Oriente Médio em primeiro lugar e consegui!! =) Tenho uma amiga que colocou Asia e em Abril vai para a China… É questão de qual região naquele momento apresenta mais oportunidade.

             A preparação começa 3 meses antes, no meu caso começou dia 18 de Novembro, quando temos que definir o itinerário da passagem e começamos as reuniões semanais para nos conhecer melhor e estudar sobre diversos assuntos como: adaptabilidade cultural, noções de consultoria, cultura do marrocos, etc… Acho que as pessoas que se inscrevem no programa não tem noção de como é a preparação (eu não tinha), pensam que o trabalho pesado vem só quando chegamos no país destino, mas durante esses 3 meses temos muito que ler e estudar…

             Falando um pouco mais sobre o meu grupo Marrocos 6 :

Ao todo somos 12 participantes, homens e mulheres, de 10 diferentes países (Brasil, Mexico, Argentina, India -2-, Irlanda, Suécia, Suíca, Estados Unidos -2-, Japão e Canadá) e áreas de atuação (Vendas, Finanças, Consultoria, RH, Comunicação, TI). Seremos divididos em sub-grupos de 3 a 4 pessoas e teremos 4 semanas para atuar prestando consultoria a uma ONG ou ministério governamental, com problemas que podem ser desde como melhorar o plano de marketing até a melhorar o sistema de informação. No início de Fevereiro saberemos como ficará a divisão dos grupos e qual instituição iremos atender, aí poderei compartilhar um pouco mais com vocês enquanto busco conhecer ao máximo a insitituição na qual irei trabalhar.

 Vou me despedindo por aqui, se não o post fica muito longo e ninguém lê… se chegou até aqui, obrigada e até o próximo post! Qualquer dúvida é só me perguntar que vou adorar conversar sobre o assunto…

#ibmcsc Morocco


ENGLISH

AsSalamu Alaikum or may the peace be upon you

             After my previous post, many friends came to me asking to know more about what I was going to do in Morocco. Due to this, I’m writting this post to talk a little bit more about what is IBM Corporate Service Corps and what I’ll do in Morocco. Also this will be my first post in English, as I now want my CSC colleagues understand what I’m writing. =)

             IBM always encouraged volunteering internaly (having a social network so that employees can post projects they participate, but this is a subject to another post) and by creating “IBM Corporate Service Corps” (CSC) in 2008 was able to unite volunteering with professional development. The program is inspired by the US Peace Corps, with the idea to donate time and knowledge instead of money – IBM donates its employees time and IBMers donate their energy, ideas and knowledge to the institutions. A corporate volunteer project.

             The CSC program is very competitive, having 2 prerequisites:

  • At least 2 years as a regular employee
  • Have a good performance in 2 of the last 3 years

             Besides these it’s necessary to answer a questionnaire indicating why you want to participate, what are your development goals, how this would help IBM, describe situations in which you applied IBM practices, etc. Once submitted, the applications are reviewed one by one in a unbiased way, the reviewer can’t see the applicant’s name. Some are accepted, some are waitlisted (my case) and some not accepted, leaving many good people waiting for their next chance.

             It’s not possible to choose the country of assignment, but in the application the person needs to put the regions in order of preference and once accepted, CSC team will try to follow the priority, which is not always possible. In my case I have included Africa and Middle East in first place and got it!! =) A friend of mine inluded Asia and is going to China in April… It’s a matter of which region has more opportunities by that time.

             The preparation begins 3 months prior to the assignment, in my case it began on November 18th, when we had to define our itinerary and started our weekly meeting to know each oter and study many subjects like: cultural adaptability, consulting, moroccan culture, etc… I believe that CSC applicants don’t have an idea of how consuming is the preparation (I didn’t), the usually think that the hard work will begin only once in country, but during these 3 months we have much to learn and study.

             Talking more about my Morocco 6 group:

 We are 12 participants, men and women, from 10 different countries (Brazil, Mexico, Argentina, India -2-, Ireland, Switzerland, Sweden, US -2-, Japan and Canada) and jobs (Sales, Finance, Consulting, HR, Communication, IT). We’ll be divided into sub groups of 3 or 4 people and will have 4 weeks to provide consulting to a NGO or ministry of government, problems can be from enhancing a market plan to enhancing information systems. In early February we’ll know our groups division and which institution we’ll assist, then I’ll be able to share more information with you while I get to know as much as I can where I’ll work.

Time to say good bye, otherwise the post will be huge and nobody will read it. If you reached so far, thanks and see you in next post! Any questions just reach me and I’ll love to talk about it.

Assim começa o meu blog e a minha aventura

         É com muita alegria (de verdade!!) que escrevo o primeiro post desse blog para compartilhar a realização de um sonho pessoal e profissional: minha participação no programa “Corporate Service Corps” (CSC) da IBM.

          Primeiro preciso explicar o que é o CSC da IBM:

        O Corporate Service Corps foi lançado em 2008 para ajudar a fornecer aos IBMistas um treinamento de liderança de alta qualidade enquanto entrega ótimas soluções de problemas para comunidades e organizações nos mercados emergentes. este programa permite que os funcionários IBM se tornem cidadãos globais mandando grupos de 10 – 15 pessoas de diferentes países com uma variedade de skill para um mercado emergente para 4 semanas de trabalhos voltados à comunidade. Durante o assignment, participantes desenvolvem projetos voltados ao desenvolvimento econômico das comunidades nas áreas de negócio, tecnologia e sociedade.

Maiores informações podem ser achadas no site oficial: IBM Corporate Service Corps

         O programa foi lançado pouco tempo depois da minha entrada na IBM como estagiária em 2007 e desde então ele sempre esteve nos meus sonhos. Entretanto, somente no ano passado eu consegui preencher os pré-requisitos necessários para a candidatura (tempo de empresa e avaliação de desempenho anual). As inscrições ficam abertas normalmente de Abril a Maio todo ano e os resultados saem em Junho. Uma vez submetida minha inscrição, como boa ansiosa que sou, entrava todo dia para checar se o resultado já havia saido, mas nada. Foi aí que no dia 28 de Junho de 2013 eu recebi a resposta de que tinha sido selecionada para a lista de espera. Ao receber o e-mail (ou nota como nós IBMistas costumamos falar) fui tomada por dois sentimentos:

Felicidade por ter ao menos ficado em lista de espera na minha primeira inscrição, afinal o programa é muito competitivo e diversas pessoas não conseguem de primeira;

Apreensão pois estar em lista de espera não garantia minha participação no programa.

      O tempo foi passando e até recebi algumas notas buscando determinados conhecimentos que eram necessários para alguns projetos específicos, mas nada em que me encaixasse. Nesse tempo voltei meu foco para outros assuntos pessoais e profissionais, até que, lembro como se fosse hoje, no dia 24 de Junho deste ano recebi uma nota dizendo que eu tinha sido selecionada para o time “Nigeria 8” (ou seja, o oitavo grupo de IBMistas que vai a Nigeria)… Nessa hora não me contive, comecei a chorar, mandei mensagem pra mãe, pro até então noivo (hoje marido) e senti uma vontade de gritar alto pra todo mundo ouvir! Era um sonho que estava se realizando… mas como as coisas nem sempre acontecem como queremos, o período de assignment entrava em conflito com um outro marco importante na minha vida, meu casamento e lua de mel, por isso precisei declinar e esperar pela próxima oportunidade (todo participante tem o direito de postergar a participação pelo menos uma vez). Esperei, esperei, esperei e no dia 28 de outubro fui chamada para o “Marrocos 6” que vai ocorrer de 28 de Fevereiro a 28 de Março do próximo ano na cidade de Casablanca e assim começa o meu blog e a minha aventura!!!